quarta-feira, 30 de maio de 2012

A primeira vez a gente nunca esquece


Eu não queria, mas acabei cedendo.

Quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa centrada, que resiste aos impulsos, mas sempre tem uma primeira vez pra tudo, né?

Afinal, ele fez por merecer.

Tudo começou com um email.

domingo, 27 de maio de 2012

Primeiro capítulo de "Mordida" - Meg Cabot


Não é novidade para ninguém o quanto eu gostei de "Insaciável".

O segundo (e último) volume da série será lançado em breve (chega às livrarias no dia 22 de junho, para ser mais exata), também pela Galera Record.

A capa é essa aí do lado. E devo dizer que realmente gostei, sem ressalvas, como no caso da anterior (até porque nesta o cabelo da Meena não aparece haha).

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Dracula – Bram Stoker


Raphaella's Journal

18 de maio, noite. – Já faz tempo que li "Dracula", de Bram Stoker. Minha edição é da Penguim, em inglês (por isso a falta de acento), até colei uma cópia dela aqui, para não ter dúvidas em eventuais consultas futuras.

Esse livro me persegue, então resolvi deixar a preguiça de lado e desenterrar este diário (o que é meio irônico, na verdade) para fazer algumas observações sobre ele - e o que falam dele por aí (eu ia até dar um título para este dia, em vez de apenas fazer o usual - colocar a data - mas achei que "A verdade sobre 'Dracula'" era muito pretensioso).

domingo, 20 de maio de 2012

Insaciável – Meg Cabot

Ganhei "Insaciável" da minha única mais fiel leitora (mãe, te amo, tem continuação). Tentei resistir. Falhei miseravelmente. A minha dieta já era. Devorei até a última palavra. Começo o regime segunda-feira.

Se valeu a pena? E como. Estou inclinada a dizer que este é meu livro de vampiros favorito - e olha que metade da minha estante tem as criaturas (não chega a ser metade mesmo, eu que sou exagerada - além disso, alguns eu li emprestado). 

Mas chega uma hora que cansa, sim, Meena tem toda a razão. Ainda mais depois do boom pós-Crepúsculo. Estava, e ainda estou, enjoada dos sobrenaturais (apesar de não recusar livro nenhum - e não resistir a promoções - e acabar lendo qualquer coisa que pare na minha frente tempo suficiente, incluindo os ditos-cujos). A exceção foi "Insaciável", que eu estava louca para ler, faz tempo. Acho que justamente pelo clima você-não-aguenta-mais-vampiros?-Meena-também-não. É, ela também não consegue escapar deles. 

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Épico – Conor Kostick


Um grupo de pacifistas, fugindo da violência que se alastrou pela Terra (que, efetivamente, causa sua destruição), deixa-a, e, funda, em outro planeta, a Nova Terra.

Séculos depois (aparentemente - não é dito quanto tempo realmente se passou), os descendentes dos refugiados vivem num sistema em que atos de violência são restritos às batalhas virtuais, em um jogo chamado Épico, sendo este o modo encontrado para que os conflitos da sociedade sejam resolvidos.

Porém, essa sociedade aparentemente perfeita, na verdade, possui uma série de falhas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...