quarta-feira, 10 de julho de 2013

Uma maçã por dia – Joe Schwarcz

An apple a day keeps the doctor away é uma frase extremamente popular lá fora. Aqui ela não é tão popular assim, também "uma maçã por dia mantém o médico longe" não tem o mesmo apelo (cadê a rima? Tradução = tchau, musicalidade), mas será que ela é verdadeira?

Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.
E uma banana pelo potássio.
E também uma laranja pela vitamina C. Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água. E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão). Cada dia uma Aspirina, previne infarto. Uma taça de vinho tinto também. Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso. Um copo de cerveja, para... não lembro bem para o que, mas faz bem. O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber.
Exigências da vida moderna - Luis Fernando Verissimo

Ouvimos falar dos benefícios e malefícios de diversos alimentos, mas em quem devemos acreditar? É verdade que açúcar deixa crianças hiperativas? E o adoçante, faz mal? Podemos comer pizza sem peso na consciência? Chá verde emagrece? A verdadeira fonte da juventude está na alimentação e não nos cosméticos?

É isso, entre outras coisas, que Joe Schwarcz tenta esclarecer em Uma maçã por dia. Com uma boa dose de ironia e bom humor.

(...) não fiquemos paranóicos com relação à presença de substâncias químicas em nossos alimentos. Tudo no mundo é feito de substâncias químicas, e se você se restringisse a uma dieta livre delas, estaria jantando um vácuo!

(ele ganhou 1 mol de pontos comigo por esse trecho)

Como toda criança, também tive minha fase dos porquês. 

– Mãe, por que que a água apaga o fogo?

– Mãe, por que que o canudinho parece que tá quebrado dentro do copo, mas quando você pega ele, ele não tá realmente quebrado?

– Mãe, por que...?

(sim, eu realmente perguntei essas coisas segundo conta a minhã mãe)

Só que a minha fase não passou. A diferença é que agora em vez de perguntar sempre pra minha minha mãe, pergunto pro tio Google.

Por que estou falando isso? Porque eu acho que este livro funciona pra dois tipos de pessoas:
1) pessoas curiosas;
2) pessoas que se preocupam com suas dietas.

Ok, o primeiro item é autoexplicativo (eu definitivamente me enquadro nele e foi por isso que me interessei pelo livro. Qual é, quem não quer saber o que é licopeno, procianidina e furanocumarina? Super interessante!), mas o segundo pode precisar de um certo esclarecimento.

Quando digo "dieta", não estou falando apenas de "começo o regime na segunda-feira" e derivados.

Eu nunca me importei muito com o que eu como ou deixo de comer, mas depois de ler esse livro descobri que deveria.

Minha relação com a comida sempre foi mais ou menos essa: é algo necessário. Nunca entendi a compulsão  que algumas pessoas tem pelo alimento. Eu não consigo comer muito. Sim, eu tenho minhas comidas favoritas como todo mundo, só não sou de exagerar. E já teve vezes que esqueci de comer. Ei, calma, não estou dizendo que eu como mal, pelo contrário. Nunca fui de comer muita "porcaria". E sempre comi meus vegetais.


(Reza a lenda, diz a minha mãe que eu sempre gostei de legumes e parei de comer carne com 3 anos, quando não conseguiram mais me obrigar a comer, e não, isso não é um problema)

Mas eu não pensava sobre aquilo que colocava na boca (ou que não colocava), só não comia coisas blergh.

Agora, ao ler este livro, fiquei sabendo que, em uma certa extensão, "você é o que você come" realmente faz sentido. E existem reais benefícios em ter uma alimentação mais saudável, inclusive para a aparência. Então, se você não se preocupa com sua dieta, ouso dizer que deveria.

O que mudou pra mim? Bem, eu já comia razoavelmente bem, mas tinha uma certa preguiça de comer frutas e agora estou comendo mais. Quais? Qualquer uma que estiver disponível. Incluindo maçãs.

6 comentários:

  1. Raphaella, devo dizer que morri de rir com tirinhas.
    O livro parece muito interessante e acho que é sempre mais do que válido nos preocuparmos com o que comemos, não apenas pela aparência, mas principalmente pela saúde.

    Sempre fui de comer frutas, legumes e vegetais, mas ao contrário de você, sou bem fã de um garfo e já exagerei bastante em outros tempos.
    Hoje sou mais comedida. Não só como muito menos como também tenho uma alimentação bem mais saudável. E não foi só minha aparência que melhorou não (embora, não posso negar, tenha melhorado também), mas a minha disposição e minha saúde de forma geral.

    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
  2. Claro que o principal é a saúde! O problema é que grande parte das pessoas não se importa com isso. Tipo, se alguém diz "coma melhor pra vc ficar mais saudável", a resposta típica é "meh", agora é só aparecer alguma coisa "milagrosa" prometendo melhorar a aparência que um monte de gente corre atrás x) E o mais irônico é que o jeito realmente eficaz de conseguir isso é comer direito - justamente porque a pessoa fica mais saudável =)


    Que bom que vc conseguiu melhorar sua alimentação, Nanie! O "segredo" não é deixar de comer algo, como muita gente pensa ("a partir de agora não vou mais comer chocolate*!"), mas não exagerar ("agora vou comer só uma porção e não meia barra"), né? :)
    *dei exemplo com chocolate porque foi a primeira coisa que me veio à mente, mas comer (sem exagero, claro) chocolate faz bem - de acordo com o livro ^^


    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Raphaella, as pessoas querem mesmo milagres... mas milagres não são bem assim >< E o jeito é realmente comer melhor, com mais qualidade!


    Então... eu ainda estou no processo de perder peso. Como não quis tomar remédios, isso só aumentou o tempo necessário para chegar ao peso. Tenho muita dificuldade em perder peso e, justamente por isso, fui proibida de comer várias coisas, mesmo em quantidade pequenas. Mas só por algum tempo até conseguir chegar ao peso ideal - estou quase lá.
    O segredo é mesmo moderação!

    ResponderExcluir
  4. Hmm, entendi, Nanie!
    Acho que você fez uma boa escolha, saúde em primeiro lugar :)
    Claro que não é fácil, mas acho que o resultado compensa, né? ^^


    O meu problema quanto à saúde é outro: sou muito sedentária. Tinha que fazer alguma atividade física, mas nunca faço nada >< Antes eu andava bastante, então acabava não sendo tão ruim, mas agora nem isso faço mais :S

    ResponderExcluir
  5. Raphaella, tenho um tanto de preguiça para exercícios também >< hahaah Mas faço por motivos de saúde. Não gosto, faço por obrigação mesmo. O meu corpo, entretanto, agradece ^^ Faz muito bem!

    ResponderExcluir

Não esqueça de comentar! Adoro saber sua opinião! :)
Todos os comentários são respondidos e visitas retribuídas.
Não é necessário escrever: visite meu blog *link do blog* - na verdade, isso desestimula a minha visita.
Obrigada e volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...