Sobre

Com efeito, uma  certa  noite, estando a revirar-me na  cama  antes  de conseguir dormir, pendurou-se-me uma ideia no trapézio que eu tinha no cérebro.

Tentei dissuadi-la a descer - afinal, todo o mundo sabe que ideias fixas podem levar à morte -, porém, isso só tornou a fazê-la mais pertinaz: decifra-me ou devoro-te.

Essa ideia não era sublime, nem traria uma grande contribuição para a humanidade. Era, simplesmente, a criação de um blog.

E, assim, surgiu o palavreando.

"Palavrear", de acordo com o "Aurélio", é "falar sem moderação e com leviandade; tagarelar, parolar". Daí já se nota do que o blog trata: falar. Também fica esclarecido que as postagens não são regulares, nem o assunto é fixo - apesar de invariavelmente haver comentários sobre livros, já que os devoro como a esfinge aos que não compreendem seu enigma.

Ainda de acordo com o "Aurélio", "palavrear" também pode ser verbo transitivo indireto, significando "dirigir a palavra; falar" com alguém. Portanto, puxe uma cadeira, coloque o assunto em dia e seja bem-vindo.

Avatar


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...